terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Moisés desencarnou? Ou será que ressuscitou?

A Bíblia, irmão Naldinho, ensina, por doutrina, que não é lícito/correto/possível se manter comunicação com mortos. De modo que a presença de Moisés, vivo, é a prova de que foi ressuscitado. A Bíblia diz que para voltar à vida, todos, sem exceção, passarão pela ressurreição. Não há outro método. Morto não fala, não anda, não raciocina, não tem lembranças, pelo menos é o que diz a Bíblia. Já a filosofia grega, ensina que a alma se liberta da prisão do corpo e faz todas estas coisas. Porém, como o assunto que estamos tratando é um relato Bíblico, temos que usar a compreensão Bíblica, hebraica. Se fosse um relato de crenças gregas, então eu lhe daria razão, mas como não é então não há outra possibilidade de Moisés ter voltado à vida, senão por meio da ressurreição. Quando Cristo disse: Lázaro sai para fora, ele não saiu em espírito desencarnado! Isto demonstra que não é possível a um morto achegar-se ou falar com jesus, sem antes ressuscitar.

Para sair da tumba, Lázaro precisou do corpo, assim como Moisés, para ir para o céu, também precisou do corpo, Motivo da disputa.

"Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda." Judas 1:9

Dizer que não há relação entre este verso e o fato de Moisés estar conversando com Jesus, isto sim é falta de tino! Se o corpo de Moisés foi disputado pelo Arcanjo Milguel, óbvio que Moisés está vivo com seu corpo no céu, assim como Elias e Enoque, dois precedentes que mostram que no céu não há espíritos desencarnados, como crê a filosofia grega, mas corpos glorificados, porque NÃO HÁ RESSURREIÇÃO SEM A PRESENÇA DE UM CORPO! Não há vida fora do corpo!

Portanto, não há espíritos desencarnados nem no céu, nem nesta terra. A Bíblia diz que a recompensa do justo e o castigo do ímpio que morreram será dado após a ressurreição. Os que a receberam antes, todos foram levados com seus corpos para o céu! O corpo de Moisés, segundo Judas 1:9, não foi uma exceção. A Bíblia diz que Deus escondeu o corpo de Moisés. Se estava escondido e Miguel desce, e entra em disputa com satanás, é porque veio buscá-lo. Não há porque Miguel descer para tomar o corpo, só para arrumar briga com Satanás, para, então, escondê-lo novamente.

Se Miguel disputou o corpo, então o tomou para si, mas com que propósito?

Óbvio, que não há nenhuma outra serventia para um corpo, senão abrigar uma vida!

A disputa era pela posse do corpo de Moisés, mas não pelo que satanás pretendia fazer com este corpo,  e sim, pelo que Miguel pretendia fazer com o corpo.

A ideia do texto é de que o corpo de Moisés estava com Miguel e satanás queria tirá-lo, e não o contrário. De modo que Miguel é quem teria tomado posse do corpo de Moisés e não Satanás. No que Satanás pôde apenas levantar injúrias.

Agora, satanás se importaria de Miguel ajuntar uma coleção de cadáveres sem motivo aparente? Ou será que Satanás é que estava querendo um cadáver? Obviamente a disputa era quanto ao uso que Miguel faria do corpo de Moisés.

Ocorre que imortalistas criaram uma crendice de que Satanás estaria querendo usar o corpo de moisés para enganar o povo, coisa que não consta na Bíblia. Isto sim é invencionice.

Agora, entendemos os planos de Miguel para o corpo disputado com satanás, ao testemunhar o resultado que é Moisés estando vivo junto a Elias, conversando com Jesus, todos devidamente munidos de seus corpos. Porque espírito não fala, o que fala é a boca física que está no corpo físico, enquanto a pessoa é alma vivente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário