segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Problemas com a interpretação livre em cima de versos

Olá, irmão Uelmerson, há uma regra de interpretação que diz de que não podemos colocar palavras "na boca" dos personagens que lemos nas Escrituras: "O apóstolo Paulo apenas quis dizer que quem guarda o sábado, e quem não come carne de porco, não deve julgar ou criticar quem não faz estas coisas" Onde está escrito isto, irmão? Onde o irmão leu carne de porco nos versos? Não podemos colocar no verso aquilo que não consta. O irmão possui alguma Bíblia de estudos evangélica ou reformada? As interpretações se divergem, porém, nenhuma propõe a presença de carnes imundas no contexto, o contexto não está falando disto. A opinião mais aceita é que Romanos 14:5 está simplesmente falando de dias de jejum. E Colossense 2:16 está tão somente tratando de um problema ocorrido entre os de Colossos, acerca da guardar dias de festas, luas novas e sábados, por motivos de serem ainda indoutos nestes assuntos. As opiniões sobre os motivos destas divergência mudam de erudito para erudito, porém, entram no consenso de que a falta de conhecimento profundo da lei, distorções da lei, bem como um possível sincretismo com correntes filosóficas alheias ao cristianismo e o judaísmo (gnosticismo, acetismo, dentre outros) eram as razões dos problemas enfrentados nas igrejas e não a lei em si (Tito 3:9, 2 Pedro 3:16). Agora, os ensinamentos que estaria provocando estas estas contendas, os capítulos em questão não deixam claro, então não podemos conjecturar. Historicamente falando, porém, há uma vislumbre acerca dos problemas que Paulo poderia estar tratando. O que, no entanto, é provindo de pormenores, como a questão do jejum e das cartas sacrificadas a ídolos, é mais fácil de se entender à partir do próprio contexto. E veja, irmão, cada um tem uma forma de pensar, mas a Bíblia tem uma única forma de pensar. Não podemos, porém, seguir a linha dispensacionalista baseada em interpretação de versos isolados. Devemos optar por uma análise contextual e fidedigna, não colocando ali assuntos que não fazem parte daquele contexto, nem fazendo a chamada "interpretação livre" em cima de versos, exemplo: https://www.youtube.com/watch?v=meNiraIlXOs Esta é uma postura que independe de religião, são regras universais. Por isto, tanto comentaristas evangélicos como reformados, nas bíblias de estudo, chegam à mesma conclusão, acerca da opinião de Paulo, ainda que divirjam sobre os motivos que teriam levado Paulo a escrever aquelas recomendações. Procure uma boa bíblia de estudos reformada, irmão, creio que lhe ajudará bastante a entender a divergência de opinião entre o dispensacionalismo e as escolas clássicas de estudo das Escrituras.Se quiser uma bíblia de estudos mais liberal, procure uma bíblia de estudos evangélica, com comentários de eruditos (eruditos, bíblias de estudos conceituadas). Se quiser conhecer melhor o entendimento adventista, adquira a Bíblia de estudos Andrews, que une opiniões tanto reformadas quanto evangélicas. Avalie as diferentes opiniões antes de chegar a uma conclusão. Conhecer as diferentes opiniões é também muito importante, irmão. Um abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário