sábado, 26 de novembro de 2016

Sem dia de guarda - A teoria que não corresponde à prática

Os irmãos que congregam em sua igreja se reúnem para adoração em que dia da semana Semeando? O Descanso no Senhor em todos os dias é passivo, e não ativo, irmão Semeando. É um descanso interno na certeza da salvação. Veja, há um dia entre o sábado e o domingo que o irmão usa para culto assim como em todas as igrejas. Há a aceitação de um dia e a rejeição do outro. Será a aceitação ou será a atitude que se leva em conta? São ambos, irmão. Por exemplo, na sua igreja, pode-se reunir no sábado ao invés do domingo? Porque nunca encontrei, irmão, uma igreja que creia de que não há necessidade de guardar um dia, mas que concorde em se reunir no sábado ao invés do domingo! Este é o problema de muitos irmãos nestas igrejas e que decidiram guardar o sábado bíblico, no que, logo, são convidados a se retirarem da igreja e não digo apenas membros, mas também pastores. Então há sim, irmão, aceitação de um dia específico e rejeição de outro, em todas as igrejas, inclusive aquelas que professam não ter um dia específico de guarda. E um dia de guarda, quer no judaísmo ou no cristianismo, sempre foi a base da religião. E digo base não no sentido de fundamento/firmamento (o qual sabemos que é Deus Cristo), mas algo que possibilita o pleno exercício da religião na reunião congregacional, em um sentido de compromisso, de sempre estarem reunidos, pelo menos um dia na semana. Sem este compromisso, irmãos vão cada vez mais deixando de congregar e a igreja se desfaz, por isto, se há igreja de pé, esta tem pelo menos um dia onde os irmãos assumem um compromisso se se reunir sempre que possível. Não há como se manter uma igreja de pé sem que se congregue pelo menos uma vez na semana, todos juntos. O dia de guarda permite este ajuntamento de cristãos. O que se diz na igreja do irmão? - Olha, ontem eu não fui na igreja? ou - Olha, semana passada eu não fui na igreja? Observe o diálogo e entendimento prático dos irmãos nestas igrejas! Embora a teoria diga que não se faça questão de um dia e que não haja uma definição semanal de encontro/dia de guarda, sempre se toma a ida à igreja como semanal! Percebe, irmão, como a prática não corresponde à teoria? E a explicação é simples, porque temos necessidade de nos reunir e nos socializar pelo menos uma vez na semana! É algo íntimo da necessidade humana, ficar semanas inteiras sem se reunir, provoca efeitos devastadores dentro de uma congregação! Esta consciência, aos poucos, está sendo levada às igrejas, tanto as de tradição dominguistas quanto as que professam não ter dia específico de guarda, a aceitarem de que há necessidade de se dar mais importância a um dia especial de reunião e congregação, para o bem da própria congregação, no que, nestas igreja, apenas se oficializará o dia que atualmente "guardam" o domingo. E no final das contas, continuará sendo o domingo da tradição no lugar do sábado bíblico. E isto, irmão, não tem nada a ver com obedecer a lei de Deus ou os mandamentos. Estas atitudes, embora resgatem muito do sentido do sábado, em nada levam em consideração os mandamentos. Mandamento é algo que você aceita ou rejeita. Não é algo que se possa usar de cunho filosófico para quebrantar/mudar o sentido. De modo que quem aceita o descanso no Senhor em todos os dias, que é algo passivo, não está guardando o 4º mandamento, assim como, quem homenageia a ressurreição de Cristo, por meio do domingo, também não está cumprindo o mandamento. Sábado é o sétimo dia, irmão, é o que diz a Bíblia, não é o primeiro, nem todos os dias, porque todos os dias foram feitos na criação, mas apenas o sábado foi abençoado e santificado, separado para o fim que encontramos no mandamento e no exemplo de Deus, quando descansou no Éden. O descanso no Senhor não é algo que fazemos, é algo que a graça opera em nós, promovendo bem estar espiritual, mas isto não substitui o descanso para o corpo, nem o dirigir da atenção de uma tarde a outra tarde ao nosso Criador! Comunhão é algo prático, irmão é encontro, reunião, é deixar de lado todas as atividades e buscar a Deus e Ele que que façamos isto juntos, como congregação. Todos reunidos no dia de sábado para o honrar e adorar. De modo algum domingo, ou descanso no Senhor em todos os dias revoga esta essência do sábado, que para sempre será preservada na Nova Terra, assim como deveria ter sido no Éden, caso o pecado não tivesse invadido este mundo. Não podemos, irmão, perder este sentido de comunicação direta com Deus, face-a-face, que não é mais possível neste mundo de pecado, mas voltará a ser, no céu e na nova terra. Este é um dos maiores presentes dado à humanidade, um privilégio e que não podemos recusar/desprezar. Um abraço.

2 comentários:

  1. senhor adventista gostaria de tirar augumas duvidas e ter uma compreensao melhor alguns assuntos,porém gostaria de fazer de forma mais privada. nao tenho o seu e-mail.este é o meu- sergio-jli@hotmail.com,obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O irmão pode enviar um e-mail sempre que que quiser para:

      sr.adventista@gmail.com

      Um abraço.

      Excluir