terça-feira, 22 de novembro de 2016

Os judeus e o sábado

"Irmão , pesquise sobre o Sabbath ( Sabado) dos Judeus e compare com o a da Adventista. Os Judeus guardam todos os preceitos e costumes da lei corretamente."

Sim, Jesus, judeu, Deus, criador do sábado (Marcos 2:27, João 1:1-3, Mateus 12:8) e que portanto sabia como guardá-lo corretamente, o guardou perfeitamente e assim também devemos proceder guardando o sábado conforme Ele nos ensinou e praticou. Quando o sábado foi criado, ninguém o havia desobedecido, então não havia o castigo de não acender fogo (para cozinhar o maná), ou de não sair das tendas (para colher o maná), na época em que este caía e assim procediam com esta desculpa em um dia em que o maná não caía, no sábado (Êxodo 16:26). Também não amontoavam cargas nas portas da cidades, para levá-las para dentro e comercializá-las justo no dia de sábado! O que não serviu de desculpa, pelo menos para Cristo, para se impedir de levar a própria cama, como se fosse daquele tipo de "carga" que Deus estivesse falando, ou um doente, ou um lenço extra à cintura. Jesus contradisse os exageros e má interpretação da lei e não os mandamentos de Deus! Para fazer com que o sábado deixasse de ser um fardo, segundo as regras impostas pela tradição, para ser, então, um dia de descanso, pregação, leitura da Palavra e de se fazer o bem. Não trabalhando em prol de si mesmo, mas pela Causa de Deus na pregação do evangelho e atendimento aos pobres e necessitados. Trabalhando, então, assim como o Pai e os sacerdotes (João 5:17, Mateus 12:5). Todo o exemplo de suposta "transgressão" de Jesus foi de atendimento aos necessitados, ainda que de Seus próprios apóstolos que tinham fome. Um abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário