sexta-feira, 19 de setembro de 2014

A produtora Porta dos Fundos


Porta dos fundos é uma produtora que aborda entre outros temas, o assunto da religião, o cristianismo especificamente, sempre procurando menosprezar, ridicularizar e escarnecer-se da fé pública composta por aqueles que professam crer em Deus.

Mas estes não mostram, em seus ensinamentos, um Jesus conforme aquilo que lemos na Bíblia, mas sim uma caracterização atéia daquilo que consideram como Deus ao passo que associam isto como se correspondesse à crença dos cristãos.

Interessante notar que a produtora Porta dos Fundo produz desta forma materiais criminosos ao passo que acreditam estarem produzindo humor, usando como desculpa esfarrapada argumentos geralmente baseados na época da idade média e santa inquisição, como se isto lhes dessem carta branca em relação à Constituição Brasileira de forma que possam descumprir leis ali determinadas conforme lhes pareçam conveniente.

Isto porque a Constituição Federal ordena um convívio em harmonia ou no mínimo de RESPEITO, entre com aqueles que professam ou não professam algum tipo de fé. Porém para grupos intolerantes, a palavra RESPEITO, em sua concepção, parece não ser um item essencial para o bom convívio em sociedade e nisto sentem-se no direito (baseando-se em coisas que não sofreram e em desculpas sem pé nem cabeça) de atacar as religiões a seu bel prazer.

Um jovem por exemplo, que não passou pela santa inquisição, nem nenhum tipo de agressão por parte de qualquer igreja contra sua integridade moral, se sento hoje no direito, de "revidar" atacando o direito alheio de liberdade de crença religiosa.

Se esta manifestação de respeito hoje fosse feita contra grupos étnicos, com certeza os produtores já estariam na cadeia, enfrentando em conjunto um repúdio por parte da sociedade. Porém entre os cristãos, os construtores do Porta dos Fundos, de forma covarde, encontraram um nicho onde despejar todo o desrespeito que tem guardado, uma vez que consideram os cristãos como um povo pacífico, cordeirinhos assim como a pessoa de Jesus Cristo.

Desde criança aprendemos que meninos mal criados é que saem destilar seu ódio e preconceito para com grupos com os quais não concordam, e não é pelo fato de se tratar de um grupo que não tenha tendência de pagar o mal com o mal, que se tenha algum direito de proceder a forma como estes estiveram fazendo.

Imaginemos se os cristão reagissem, contra aqueles que lhes ofendem da mesma forma como grupos atacaram aquela jovem que chamou a um jogador de futebol de macaco.

Pensam que devido a professarem uma fé pacífica, isto implique que os cristãos tenham que tolerar seus desrespeitos calados. Assim, tais lobos, se sentem "por cima da carne seca" e que podem, caluniar, atacar, desrespeitar e ofender àqueles que professam uma fé em Deus ao passo que estejam, através de suas próprias crenças, impossibilitados de reagirem.

Ocorre porém, que os cristãos realmente não podem reagir, como servos sinceros e sofredores precisam suportar, mais uma vez na história um tipo de perseguição, calúnia, menosprezo. Estes tais ateus hoje se veem no direito de revidar, por aqueles que já morreram, a dita opressão promovida pela igreja medieval, sendo que os tais sequer tenham uma noção do que teria sido aquele sofrimento.

Deste modo, munidos de uma desculpa esfarrapada, procuram fazer hoje com os cristãos aquilo que julgavam que a figura de Deus teria feito com os ditos ateus em épocas passadas.

Porém esta atitude apenas mostram que estes ateus de hoje estão tão errados quanto a igreja de época medieval e que os cristãos perseguidos hoje estão tão certo em suas atitudes quanto aqueles "ateus" que foram perseguidos em épocas passadas, junto com outros cristãos, diga-se de passagem.

Deste modo, esta forma de ateísmo que desrespeita e procura massacrar aqueles que são de uma fé discordante possuem a mesma essência da igreja medieval, apenas invertendo-se os valores, sendo então hoje, grupos ateus como o Porta dos Fundos, que tem procurado atacar aqueles a quem consideram contrários.

O sadismo nunca foi bem visto dentro da sociedade, sendo visto como uma falha de caráter e não uma qualidade que deva ser exaltada. Deste modo, obter prazer no menosprezo da religião alheia, não pode ser visto como algo correto e saudável dentro de uma sociedade. Sociedade esta, onde ateístas e teístas precisam aprender a CONVIVER respeitando mutuamente as diferenças. Deste modo, se desejam construir uma sociedade onde teístas e ateístas vivam em inimizade, ofendendo-se uns aos outros e procurando massacrar as crenças uns dos outros ao invés de RESPEITÁ-LAS, tanto tais ateístas como teístas, precisam sair do meio da sociedade!

Como não existe ima ilha para onde possam ser mandados, o lugar certo é a cadeia mesmo!

Não existe meio termo, ou se aprende a conviver em uma sociedade que RESPEITA as diferenças, ou vai para um lugar onde tais pessoas sejam reeducadas a portar de forma respeitosa dentro da sociedade.

Porque ainda vivemos em uma país em que na bandeira está escrita ORDEM e progresso e ordem só se mantém com RESPEITO.

Não saímos de um regime ditatorial religioso para entrar em um regime ditatorial ateísta! Tais grupos que implantam a discórdia e o preconceito, portanto, devido às suas atitudes que atentam à liberdade alheia devem ser prontamente extirpado de nosso país, usando como instrumento a nossa Constituição Brasileira. Esta sim diz (A Lei) deve dizer como deve ser a nossa sociedade e se ela diz que deve-se respeitar a liberdade religiosa, isto deve ser cumprido e não discutido.

Lei não se discute, se cumpre. Deste modo se grupos ateístas individualistas pretendem atacar abertamente a religião alheia, que antes tratem de modificar a lei, caso contrário estarão agindo na ILEGALIDADE e qualquer ato de atentado contra a liberdade religiosa ainda é considerada CRIME aqui no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário