quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Luciano Sena e o adventismo

"Prezado George B. Costa, saudações em Cristo... 

Não há unanimidade nem no Brasil nem fora dele. Aqui no Brasil vários pastores de denominações sérias, e outros de denominações não tão puras, que tb acham que a IASD seria uma CCB ou uma Deus é Amor, com seus exageros mas preservando pontos essenciais. Nos EUA no tempo que Walter Martin foi enganado pelos representes adventistas, outros rejeitaram sua posição - como foi o caso de Baalen e Hoekema, entre tantos outros.

Na verdade o adventismo se dedicou em enganar os crentes ortodoxos. Aprenderam isso de forma magistral, reconheço. O emaranhado de explicações e justificativas que dão, torna difícil a conclusão, pois ele se tornaram peritos em falar duplamente.

No meu blog há abundante provas, nos escritos deles, que são uma falsa igreja. 

Na minha denominação, Igreja Presbiteriana do Brasil, a exceção de pastores desinformados, a opinião geral é que é uma seita. Por isso em todas IPBs, quando recebe-se um ex-adventista, ele precisa ser batizado." (Luciano Sena)


https://mcapologetico.blogspot.com/2016/10/o-adventismo-continuacao-da-reforma.html?showComment=1476960653381#c7420737659870850089


Sem falar que outros também têm se "contaminado com as heresias Adventistas", não é mesmo irmão Luciano? Como John Stott, Oscar Culllmann.

Em toda a teologia protestante há base em teólogos, comentaristas, estudiosos, que defendem as mesmas chamadas pelo irmão de "heresias dos adventistas".

Assim, há uma encruzilhada em decretar a estes como sectários. Por isto o estudo da Bíblia é benéfico, porque restaura a verdade, ainda que hajam aqueles que usam o termo seita para tentar barrar a progressão no conhecimento da verdade, por meio do preconceito.

Agora, nos seus escritos, contidos no MCA, bem como nos escritos do CACP, aí a Igreja Adventista é uma seita, se tomarmos por base as distorções que os amigos fazem em cima dos escritos. Mas, felizmente, estudiosos sérios como Walter Martin, não procedem desta maneira.

Veja, no vídeo abaixo, as conclusões a que chegam irmãos evangélicos, por exemplo, quando fazem um estudo em nossas fontes primárias, ao invés de materiais tendenciosos do CACP e do MCA.







Nenhum comentário:

Postar um comentário