domingo, 25 de setembro de 2016

Resposta - Ao Imperador acerca da verdadeira religião



Olá, imperador.


Questione a seus leitores, qual seria a medida correta a se adotar quando um dissidente, porventura, adota esta mesma postura do amigo dentro da igreja, usando o mesmíssimo método que o amigo usa neste blog.

Tenho visto o amigo ofendendo pessoas, com palavras de baixo calão, ofendendo familiares destas pessoas. Basta ler os comentários nos teus vídeos.

Suas atitudes apenas dão razão e enaltece a igreja adventista, porque mostra como são nossos críticos. Então não há como o amigo tirar a razão da igreja, em vista dos seus próprios exemplos e de suas próprias atitudes.

A Bíblia, fala de uma coisa chamada "pecado imperdoável" que é uma atitude de constante rebeldia e rejeição aos apelos do Espírito Santo e que chega a um ponto em que não há mais como o Espírito Santo atuar no coração de uma pessoa, então o Espírito Santo deixa esta pessoa e nunca mais retorna.

E quanto mais se fala de Jesus, se mostra bons exemplos, mais estas pessoas se enfurecem, estando totalmente entregues a Satanás.

Percebi que o amigo ainda tem algo de comunicação com sua consciência, quando certo tempo atrás conversamos e o amigo chegou até a dizer que estava começando a gostar de minha pessoa, isto é, por um pouco de tempo, até o amigo voltar a xingar novamente.

Isto mostra que, talvez, ainda haja esperança para o amigo, através do arrependimento.

E nestes vários anos que tenho trabalhado com anti-adventistas, descobri que estes só se revoltam quando entendem pelo menos um pouquinho da verdade e percebem que estão em total contraste quando a comparam com seu estilo de vida.

A esperança, meu amigo, está em Cristo. Só ele é capaz de mudar nosso coração e nossa mente, transformar, converter e nos livrar da tendência para gostar do mal que afeta toda a humanidade.

Já trabalhei com ateus, mas o amigo tem demonstrado de que há sim religião dentro do amigo, porém não cristã.

Os que são ateus mesmo! Não se interessam por assuntos religiosos, como vemos nos livros recomendados neste mesmo blog. As religiões espiritualistas, realmente estão em contrariedade à realidade de Deus. A Bíblia é realmente o livro de Deus e que contém a verdade.

O amigo percebe que há um contraste entre a verdadeira e a falsa religião, por meio da diferença de caráter que há entre Cristo e Satanás.

Quanto a saber quem é de Deus e quem é de Satanás, pelos seus frutos o conhecereis, diz a Bíblia.

Assim, aceitar esta diferença e descobrir que há realmente um conflito cósmico entre o bem e o mal, que há uma disputa entre Cristo e Satanás, pelas almas deste mundo, é para nosso próprio bem, porque ninguém estará no céu por meio da mentira, mas sim, da verdade.

A verdade liberta meu amigo! E não há outro meio de se alcançar a liberdade senão por Cristo. À partir do momento que você conhece a Cristo, tem que tomar uma decisão, entre Cristo e Satanás.

"Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas..." (Deuteronômio 30:19")

"O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância." (João 10:10)

A Bíblia diz que o Espírito Santo nos convence de três coisas, do pecado, da justiça e do juízo.

O amigo demonstra conhecer o pecado, demonstra já saber quem é o Cristo, permita-me falar um pouco do juízo.

O juízo é benéfico para a nossa salvação, porque aplica a justiça de Cristo sobre nós e nos livra da condenação.

A condenação não fazia parte do plano de Deus para a humanidade, até que a humanidade ouviu a voz de satanás e decidiu prestar lealdade a ele, antes de a Deus.

E assim formos condenados ao mesmo castigo, reservado a este mesmo Satanás, desde que foi expulso do céu.

Embora Satanás seja covarde, Deus não poupou de mandar seu filho em nosso favor a fim de cumprir a pena que era para nós, para que assim, pudéssemos ter esperança.

Se há uma verdade que vale a pena, é esta, porque não há outra, nem outra esperança. E nos agarramos a esta esperança por meio da fé.

Vemos aos nossos irmãos pela nossa própria condição, ovelhas que precisam ser resgatadas, que estão suscetíveis às mazelas de satanás, inclusive dentro de nossas próprias igrejas.

O pecado está em todo lugar e a salvação, agora, depende apenas de uma escolha, entre Cristo e Satanás. Quem não escolhe porém, por negligência, já escolheu a satanás porque este mundo ainda é dele, por isto diz a Bíblia, que o mundo jaz no maligno.

Os adventistas podem ter todos os defeitos de todas as outras igrejas, mas creem sinceramente que a Palavra de Deus, a Bíblia, é a verdade.

As demais igrejas assumem que há uma babilônia, mas não aplicam a si mesmas, aplicando, ora semente à igreja romana, ora a igrejas com fé muito distante da Bíblia Sagrada.

Sem perceber que elas próprias, assim como a adventistas não estão em plena harmonia com os ensinos ali contidos.

Mas nossa igreja conhece a verdade e procura segui-la a qualquer pena que satanás, por ventura, venha impor por causa de nossa escolha. Igualmente irmãos espalhados nas mais diversas religiões e que vão conhecendo cada vez mais acerca de Deus, se agarram nas verdades que conhecem e assim temos verdadeiros cristãos também nas mais variadas religiões, ainda que não cristãs.

A verdade é a espada divisória, meu amigo, depois que se conhece as verdades de Deus, nossas atitudes é que irão evidenciar a que lado decidimos seguir.

E Satanás é este, que nos faz sofrer, que nos coloca a descrença, que nos maltrata e que nos faz convencer de que a culpa é de Deus.

Os que aceitam verdadeiramente a verdade, estes se convertem, são transformados à semelhança de Jesus e passam a praticar o bem. Nas igrejas, inclusive na adventista está cheia de pessoas não convertidas e a Bíblia diz que o joio e o trigo serão separados apenas na volta de Cristo.

Assim, dentro das próprias religiões, há também uma luta espiritual, entre o bem e o mal. E todo trigo que já sofreu ainda irá sofrer, dentro de suas próprias igrejas, é por isto que a Bíblia nos diz de que devemos perseverar até o fim.

A ideia de que, depois de aceitar a Cristo, as coisas serão fáceis é um engano que tem abraçado muitos de nossos irmãos e que por isto não se preparam, pela procura em crescer em conhecimento e entendimento, por meio da Bíblia.

Agora deixe-me falar-lhe da condenação.

Há um castigo, maior que os outros e que é aplicado àqueles que lutam contra a verdade, que é o próprio Cristo. São os chamados anti-cristos, que professam o nome Dele mas fazem e ensinam o contrário do que Ele ensinou, levando à condenação, junto com estes, a muitos.

Estes são jogados no mesmo lugar que Satanás e Seus anjos, bem como a Besta dita em Apocalipse. De modo que o joio, que está dentro da igreja e que procura levar os irmãos sinceros a abandonarem o caminho terá o devido castigo ao nível que cada um é digno. Este castigo será muito maior do que aquele que será dado aos que não conheceram a verdade e que serão como palha.

Os que são expulsos, porém, das mais variadas igrejas, percebemos que tem agido, ao invés de mais parecidamente com Cristo, mais parecidamente com Satanás, de quando foi expulso do céu.

O mesmo conflito cósmico que afetou o céu e os anjos de Deus é o que tem afetado todas as igrejas, incluindo a católica.

Mesmo sendo religiões de homens, dentro das igrejas, há verdadeiros servos de Deus, que meio a enganos, receberam luz de Deus e têm sido fiéis, cada um, à quantidade de luz que cada um recebeu.

Nisto Deus mostra a Sua justiça, não deixando espaço para justificativas, porque a cada um é exigido fidelidade apenas naquilo que recebeu.

Babilônia então são religiões, inclusive a tua, meu amigo. Ela não atinge os filhos sinceros de Deus, ainda que estejam nestas mesmas religiões. Mas há uma igreja que é de Deus, fundada pelo próprio Cristo, cuja imperfeição se aperfeiçoa na vontade de servir a Deus. Ela procura pela verdade, prega e ensina toda a verdade, colocando a Bíblia acima da tradição. Ela é crente e não descrente e está sempre em busca de mais verdades, não aceitando, porém, qualquer coisa que se lhe imponha à frente e que não esteja em harmonia com os ensinamentos Bíblicos.

Esta é a igreja preparada por Cristo desde o tempo apostólico, para o ajuntamento de todo sincero cristão.

Esta igreja é perseguida, porém, por ensinar a verdade! Um grupo remanescente de fiéis que decidem por manter um compromisso com a verdade, que é Cristo, a Palavra de Deus, cuja sede é na Igreja Adventista do Sétimo Dia, mas que possui irmãos com fé na verdade espalhados por todas as denominações e religiões.

Assim, o remanescente é muito mais que 18 milhões de adventistas. Apenas uma pequenina parte de todo este povo se encontra dentro da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

E tenho visto ateus que, embora não creiam em Deus, possuem uma atitude mais cristã do que se pode encontrar dentro de algumas igrejas. Que foram atraídos pelos ensinamentos de Cristo e assim receberam luz em suas vidas.

Até mesmo estes são candidatos à salvação. A condenação é unicamente para aqueles que não querem realmente aceitar a Deus e o Seu caráter. A fidelidade à influência de Cristo, inclusive através da história, servem de lei até mesmo para aqueles que foram ensinados em uma errada compreensão de Deus, como sendo autoritário e desprovido de compaixão.

De modo que teremos no céu até mesmo pessoas que nunca ouviram falar do verdadeiro Deus, ou de Cristo.

A nossa missão, meu amigo, é muito maior que qualquer crítica, levar o conhecimento da Bíblia a todo o mundo.

Assim, o remanescente, a Igreja Adventista do Sétimo Dia, junto com irmãos espalhados nas várias igrejas e que procuram ser fiéis às verdades que já conheceram, propagam a mensagem do evangelho Eterno que é Cristo e Seu testemunho, por meio de um ministério profético que ensina a Bíblia à luz da verdade nos reveladas por meio das profecias ali contidas e que falam acerca do desenrolar da batalha entre o bem e o mal durante toda a história.

Esta é a verdade e não há como negá-la, porque à séculos a Bíblia já nos revelou tudo que aconteceria de importante na história envolvendo este conflito e que se cumpriram exatamente como havia sido predito.

Cumprimentos estes que tornaram possível a existência da Igreja Adventista do Sétimo Dia, cujo surgimento estava predito nestas mesmas profecias.

E se antes faltava a igreja de satanás, que tem seu grupo especial, mas que possui de seu joio também espalhado nas mais variadas igrejas, hoje já não falta. E que tem combatido, não o restante do joio como estes, pois estes mesmos se reconhecem, mas o trigo que há tanto na igreja verdadeira como nas várias religiões espalhadas em todo o mundo.

Analise então, amigo, para ver de que lado mesmo você está.

2 comentários:

  1. Esse 'Imperador' não quer discutir sério.Só zombar e zoar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nisto tem proveito, porque demonstra a índole de nossos críticos. Basta ver, por exemplo, a resposta que têm dado nos comentários:

      https://www.youtube.com/watch?v=0Az55zv9pgs

      Excluir