domingo, 25 de setembro de 2016

O templo cristão

O verdadeiro templo e o verdadeiro santuário está no céu (Hebreus 9:24). Onde está o nosso Sumo Sacerdote (Hebreus 5:10, Hebreus 3:1, Hebreus 4:14, Hebreus 9:11, Hebreus 6:20, Hebreus 4:15). A fim de atender àqueles que se reúnem em nome de Cristo, a chamada igreja (Hebreus 4:14-16), e os que confessam Seu nome (Mateus 10:32). Ainda que Deus atenda a cada um individualmente, Paulo no exorta a não deixar de congregar (Hebreus 10:25). O lugar onde nos reunimos hoje, como cristãos, a fim de estudar a Palavra de Deus, construções chamadas hoje de igrejas, são na verdade as antigas sinagogas (Lucas 4:16). Onde, hoje, também, se realizam cultos e orações a Deus, como desde tempos ainda mais antigos (Gênesis 28:22), em lugares assim chamados de "casa de Deus". As sinagogas judaica-cristãs, nos tempos de perseguição do império romano, podiam ser em qualquer lugar, desde uma caverna até a casa de um irmão, ou em qualquer outro lugar onde pudessem se abrigar, e se protegerem, a fim de prestarem culto a Deus, ainda que não tivesse teto, ou portas, ou muros. O santuário terrestre, por sua vez, era apenas uma cópia/representação deste verdadeiro santuário que está no céu (Hebreus 8:5), assim como a figura do sacerdote e sumo sacerdote era uma representação do verdadeiro Sacerdote e Sumo Sacerdote que é Cristo. A função do santuário terrestre, feito segundo o modelo mostrado a Moisés (Êxodo 26:30, Êxodo 25:9, Êxodo 25:40, Números 8:4, Atos 7:44), cumpriu o seu propósito de ensinar acerca do ministério do verdadeiro Sumo Sacerdote (Hebreus 9:11). Hoje não erguemos mais santuários nem sacrificamos animais, porque o sacrifício do verdadeiro cordeiro já foi feito (João 1:29). E assim nos achegamos ao trono da graça por meio de um ministério ainda mais excelente (Hebreus 8:6).

Nenhum comentário:

Postar um comentário