segunda-feira, 3 de novembro de 2014

O que é ILÍCITO de se fazer no dia de sábado?



Percebo que os irmãos tem tido dificuldade em entender o que diz a lei:

Veja, os judeus entendiam de que no sábado era ilícito fazer qualquer tipo de esforço no dia de sábado, mas veja este era o que eles criam, e não o que dizia a Lei:

A lei dizia de que o Povo de Israel não poderiam se dedicar aos trabalhos diários a que estavam acostumados a fazer para GANHAR A VIDA. A colheita era um dos trabalhos que muitos israelitas faziam para ganhar o pão, bem como trabalhar no carregamento, ou levar cargas provindas do seu próprio trabalho. Assim como praticar o comércio que era comprar e vender coisas de forma a ganhar lucro, para se manter.

A lei diz:

Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra.

Êxodo 20:9

A lei do sábado se refere à LABUTA DIÁRIA, ou seja aqueles trabalhos destinados ao sustento próprio que realizamos nos 6 dias da semana!

Fora este trabalho, nenhum outro trabalho ou ESFORÇO, foi proibido de se fazer no dia de sábado!

Ou seja, o sábado nunca foi criado de forma a RESTRINGIR de se fazer deste dia um dia útil!

Formos restringidos de fazer de tal dia, um dia dedicado àquelas coisas às quais temos 6 dias para fazer, ou seja, o nosso trabalho de sustento! Devemos guardar parte deste sustento adquirido nos 6 dias para o sábado. Israel decidiu criar o dia da preparação e Deus aprovou!

Veja também, praticar o plantio, também se referia ao trabalho de sustento, era se dedicar à plantação mesmo!

Ocorre porém que os Antigos Anciãos, decidiram legalizar o sábado, criando normas e exigências, que criaram proibição não apenas para o TRABALHO, mas também para o ESFORÇO, ou qualquer tipo de ato, que voluntariamente ou involuntariamente pudesse fazer referência à uma das coisas proibidas na lei. Um exemplo era a proibição de cuspir no chão no dia de sábado, pois consideravam de que fazendo assim, poderia estar regrando o solo!

Veja então queridos irmãos, que esta visão de não se fazer qualquer tipo de esforço ou de trabalho, NÃO É BÍBLICA! Em nenhum verso os amigos encontrarão proibição para se apanhar de um fruto para comer no dia de sábado! Ou de tornar uma planta que caiu para seu vaso, plantando-a!

Veja, não é porque você está fazendo estas coisas que está a praticar a COLHEITA, ou o PLANTIO!

Precisamos levar em conta, quando lemos a Lei, não apenas o que está escrito, mas o SENTIDO, ou seja, O ESPÍRITO, que tal lei está querendo nos mostrar!

E tudo que vemos na lei, sobre os trabalhos ilícitos estão diretamente relacionados com trabalhos diários de labuta a que o povo de Israel estava acostumado a fazer, para manter a si mesmos e a sociedade.

Quanto a não acender fogo, não arredar o pé da tenda, se trataram de castigos queridos irmãos. Tal castigo cumpriu sua função, quando então os Israelitas, aproveitaram o tempo de castigo e criaram uma solução que é o que chamamos de Dia da preparação!

Tanto que o fogo não foi proibido no dia de sábado como um PRINCÍPIO, que lemos que nos sábados o fogo era mantido no dia de sábado, sendo necessário até mesmo para se fazer as ofertas de holocausto ao senhor. Também para as festa praticadas na Lua Nova e para iluminação do santuário, onde havia inclusive um castiçal.

Isto nos mostra queridos irmãos, que assim como a proibição de não se subir no monte, quando Moisés estava para receber os mandamentos, aquelas foram recomendações na forma de castigo, para que o povo não viesse a desobedecer a Deus e tal qual o homem que estava a apanhar a lenha, viessem a sofrer um castigo ainda pior!

Era Deus protegendo seu povo rebelde da sua própria IRA!

E o Povo de Israel aprendeu a lição e viram o que realmente seria ficar UM SÁBADO INTEIRO SEM FAZER NADA, não podendo sair de sua tenda ou acender fogo, que era usado como a principal forma de entretenimento da época, onde se dedicavam a glutonaria! (as nossas festinhas de final de semana com direito a churrasco, já existiam desde aquela época).

Deus não queria outros tipos de atividades, senão aqueles de congregação!



Em verdade alguns saíam no sábado a procurar maná, para cozer, por pura rebeldia, pois bem sabiam que o maná não caía no dia de sábado! Alguns deixaram maná amanhecer da sexta para o sábado, pretendendo cozê-lo naquele dia! Porém no sábado o maná já cheirava mal!

Em vista de tantas atitudes criadas para burlar o sábado, além de alguns preferirem sair pelo deserto ao invés de congregarem, é que Deus deu aquele castigo, para a própria proteção do povo de Israel.

Mesmo Deus tendo criado um sistema que impossibilitava o povo de transgredir o sábado pois veja: O maná não caía no sábado, por isto não haveria o que ser apanhado. O maná apodrecia de um dia para o outro, por isto não haveria como cozê-lo no dia de sábado, então deveriam cozê-lo no dia anterior.

Então o povo saía era por pura rebeldia mesmo, com desculpas para não congregarem em torno do Deus que os libertara do Egito, mostrando sua clara ingratidão e insatisfação para com Deus.

Portanto, não foi o fogo, nem o cozer, mas a rebeldia que fez com que Deus desse aquele castigo a TODO O POVO DE ISRAEL!

Assim como castigamos crianças rebeldes, dando-lhe castigos e privações a fim de que aprendam!

Mas o Deus de amor não mantém seu castigo para sempre, poque é dito:

Quem é Deus semelhante a ti, que perdoa a iniqüidade, e que passa por cima da rebelião do restante da sua herança? Ele não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na sua benignidade.

Miquéias 7:18

Nem mesmo as pragas do Egito sobre um povo ímpio e um Rei irredutível duraram para sempre!

Um abraço aos amigos, estejam com Cristo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário