quarta-feira, 26 de novembro de 2014

A teoria abolicionista da Lei

Provando da  teoria da abolição dos
mandamentos de Deus

Baseado em Levítico 26:

É por isto que os abolicionistas NÃO ensinam as Antigas Escrituras em suas igrejas e fogem delas como o Diabo foge da Cruz!

No antigo testamento existem bênçãos e maldições eternas, uma para aqueles que guardam os Mandamentos de Deus a outra para aqueles que não guardam os mandamentos de Deus.

E se hoje Deus permite que  caiam pestes, doenças, miséria e violência sobre a terra, é porque a humanidade se afasta cada vez mais deste mandamentos de Deus fazendo com que Deus esconda SUA face diante de tanta maldade.

E dói mais ao coração do Pai, quando percebe de que são aqueles próprios chamados de SEUS filhos que tratam de desprezar estes mandamentos e assim ensinar a outros.

Querem apenas a salvação e não o compromisso com Deus de permanecerem andando segundo SEUS Mandamentos. Pregam uma Graça descompromissada com a obediência aos preceitos de Deus.

Se alegram a adorar a Deus em gritarias, desordem, jogando-se ao chão, girando em torno de si mesmos, falando línguas que não se entendem.

Mas sentem-se enfadados em ficar um dia na presença de Deus, em calma, mansidão, domínio próprio, em tranquilos cultos de oração em tom suave e manso como é o Espírito Santo.

A lei nos leva a costumarmos e a nos agradarmos destas coisas e a afastarmos de tudo que é pernicioso.

A fim de defender práticas perniciosas, muitas igrejas recomendam a não leitura ou estudo das Antigas Escrituras, que nos mostra o processo educacional de Deus ao SEU povo e que permitiu criar uma Israel mais mansa e pacífica.

Todo o antigo Testamento é um livro de EDUCAÇÃO, sendo o livro pelo qual toda criança judia era ensinada e assim continua a todo Filho de Deus.

"Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;" 2 Timóteo 3:16

Disse o próprio Deus:

"Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;" João 5:39

Mas os abolicionistas dizem justamente o contrário:

Não examinem as escrituras, a salvação está apenas no Novo Testamento. Desprezem as antigas escrituras, elas não servem hoje para redargüir, corrigir ou instruir em justiça.

Pregam o analfabetismo antigo-testamentário!

E pela ignorância das Antigas Escrituras e suas sérias advertências àqueles que TENTAREM derrubar a Lei de Deus, pretendem, implantar o falso senso de que os mandamentos de Deus perderam a validade.

Nada do que Cristo ou Paulo disse, poderiam contrariar a mínima vírgula daquilo que fora dito pela própria Boca de Deus anteriormente.

Portanto esta dicotomia que os abolicionistas fazem entre Antigo e Novo testamento, Antiga e Nova aliança, Lei e Graça, Cristo e Deus é uma heresia tamanha que não há como se descrever!

Toda a Bíblia deve ser lida, estudada e ensinada! E toda ELA, a Bíblia, determina o padrão moral que todo Filho de Deus deve seguir, quer seja ele Judeu, Cristão, Japonês, Polonês, Africano, negro, pardo, branco, amarelo, capitalista, socialista, homem, mulher, adulto, velho, criança, historicista, preterista, dispensacionalista, adventista, kardecista, calvinista, arminiano, batista, metodista, presbiteriano, católico, papa, bispo, pastor, presbítero, padre, freira monge ou abolicionista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário