quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

A mulher não pode exercer cargo de autoridade, nem de profeta?

O arrebatamento inclui os mortos, irmão ideabox? (1 Tessalonicenses 4:15) E ainda bem que o irmão não disse que era secreto, menos mal porque, conforme vemos no verso, este arrebatamento vem acompanhado de alarido, voz de arcanjo e som de trombeta, não é mesmo irmão ideabox? (1 Tessalonicenses 4:16) Em Colossenses 2:5 o espírito desencaixou do corpo de Paulo e viajou até a cidade de Colossos para estar com a igreja, imão ideabox? E Deus, se esqueceu de que a mulher tinha que ser submissa e muda em se tratando de Rute, Ester, Débora, as filhas de Filipe e as demais mulheres que governavam, aconselhavam, profetizavam e julgavam o povo de Israel? Paulo estava tratando de uma questão moral, ou seria estritamente de uma questão cultural daquela cidade, irmão ideabox? E quanto a Hulda? E por que elegeram Ester para conversar e interceder pelo povo junto ao Rei? A mulher tinha que ficar em silêncio? Não poderia ter poder nem autoridade sobre todo um povo? E quanto a Juízes 4:4, irmão ideabox? O irmão afirmou: "Igreja / Mulher (Porque o dom não foi dado a Ellen White? Porque este tipo de ministério não foi dado a mulher alguma na face desta terra.)" Explique-me então, além de Juízes 4:4, Atos 21:8-9! Por que Paulo não repreendeu aquelas mulheres por estarem profetizando? Por que Paulo não lembrou às quatro, veja, quatro filhas de Filipe que mulher não pode ser profetiza?? A Bíblia diz que mulher não pode ser profetiza, irmão ideabox? Um abraço.

28 comentários:

  1. A explicação para mulher não exercer cargo de autoridade na igreja não esta baseado em contexto cultural , veja o Paulo escreveu : Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva.
    E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão.

    ResponderExcluir
  2. A mulher é mais facil de ser enganada , pode ver que sempre tem uma mulher que diz que viu uma visao recebeu uma profecia isto é fato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que fazemos então com estes relatos que mencionei, irmão Stewieland 1? Ignoramos? Retiramos de futuras versões das Escrituras? A Biblia se contradiz irmão?

      A Bíblia não se contradiz irmão, de modo que, se nossa interpretações testemunham contra fatos contidos nas Escrituras, significa que nossas concepções estão erradas, irmão, e não as Escrituras.

      Um abraço.

      Excluir
    2. A mulher pode ter funcao na igreja, mas lideranca provavelmente nao, veja que Paulo nao se refere a um contesto local para dizer o que disse, ele vai la no inicio, no Eden e diz 'a mulher foi enganada ` e nao Adao, tem uma questao espiritual ai. Mesmo Jesus que deu o devido valor a mulher, nao nomeou mulher entre os 12 discipulos. No inicio nao era assim, depois da queda foi que Deus disse, o homem dominara sobre ti, entao ate a forca da mulher devia ser igual a do homem, Deus por causa do pecado colocou o homem como cabeca, agora mulher pregar eu nao vejo problema, o problema e a lideranca de mulher, A palavra `foi enganada ` diz muita coisa, sabemos que muitas seitas surgiram com homens, mas nao tem como fugir desta palavra, O escrito de Paulo nao e algo local, o contexto usado e para toda a igreja, pela maneiraa que ele escreveu e a justificativa que usou, eu sei que tiveram grandes mulheres de Deus como Esther, pode ter mulher com dons espirituais, Mas a advertencia e para todo a igreja, nao da pra fugir disto.

      Excluir
    3. Não, não, irmão Stewieland, o artigo acima trata sobre mulheres exercerem o cargo de profetizas, juizes, governantes e representantes do povo.

      Quanto ao SACERDÓCIO, realmente a Bíblia não apresenta, nem dá base para que possa ser exercido por uma mulheres.

      Quanto à mulher cristã poder falar em público, pregar, aí já é uma questão cultural. No Israel do tempo de Jesus, as mães ensinavam as escrituras aos filhos pobres que não tinham o privilégio de outros como Paulo de estudarem aos pés de um mestre. Na cultura Judaica dos tempos de Cristo as mulheres e as crianças eram colocados em segundo plano. Em relação aos de Corinto, a sociedade também não admitia que a mulher falasse em nome do marido, ou do pai, ou de um irmão mais velho aos quais ficavam sob cuidado.

      Então não podemos confundir o poder falar dentro da igreja, com o sacerdócio.

      O que Paulo disse foi acerca de uma questão cultural, naquela cidade, que impedia a mulher de falar em público, quer dentro ou fora da igreja.

      O que gera maior dúvida quanto ao cargo de Pastor exercido por mulheres é o fato de a Bíblia não apresentar explicita proibição em uma mulher ocupar um cargo de pastor. Assim, não se sabe ao certo se o pastorado sempre foi feito por homens devido ao respeito a uma inaceitação cultural da mulher, ou se Deus tinha uma razão especial para que fossem sempre homens.

      Culturalmente, em questão de ensinar, as mulheres eram sempre colocadas a ensinar para crianças, nunca a adultos. Isto mudou apenas com o passar do tempo.

      Porém, no Israel antigo, já haviam mulheres exercendo cargos de liderança e em se tratando de profetizas, juízas e representantes, podiam tratar com todo acerca das Escrituras, de onde provinha a lei e as doutrinas ensinadas ao povo.

      Porém, não creio quer seja necessário, hoje, que uma mulher tenha que ser juíza ou profetiza para poder ensinar dentro da igreja. Vejo que Cristo elevou o status da mulher, por ser mulher, perante a sociedade.

      Quanto ao pastorado, ainda creio que é melhor deixar a cargo somente dos homens, pelo menos neste mundo de pecados, a fim de manter a ordem que Deus estabeleceu no Éden, especialmente depois do pecado, sobre o homem ser a cabeça e a mulher a ajudadora.

      Creio que assim harmonizamos todos os elementos das Escrituras, irmão.

      Um abraço.

      Excluir
  3. A luz da escritura, não me parece cultural , pois a explicação de Paulo para proibição é bem diferente de contexto cultural , ele usa a queda da mulher pelo engano do diabo como alicerce para o que esta dizendo . Aquilo não foi algo local . Foi para igreja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Steweland, temos que usar a razão, a Bíblia não se contradiz irmão! Temos que abandonar o costume de ignorar o restante da bíblia para ficarmos com nossas próprias idéias. Sendo que a Bíblia mostra mulheres sendo colocadas por Deus para lidar com o povo, mostra que a questão de a mulher não poder falar em publico é uma questão cultural especifica daquela cultura de Corinto.

      Um abraço.

      Excluir
  4. Eu sei o motivo real de vcs adventistas terem esta posição , se vc ficar só com a palavra nào tem como fugir , o argumento usado por Paulo , é muito fora de um contexto local , isto é fato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, irmão Stewieland, na sua opinião, apenas as cartas de Paulo consistem na Palavra?

      Um abraço.

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Embora toda escritura seja apita para o ensino vc vive na nova aliança se vc nao analizar o que foi dira a igreja vira bagunça a instrução é para igreja a respeito de mulher liderança espiritual nao é para mulher nao se pode contestar isto, dons sim mas liderança não

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, irmão Stewieland, será que João não compreendeu a nova aliança? Não compreendeu que o dom profético mudou e que ao invés de receber visões, deveria ter recebido detalhes da vida de cada pessoa e os enviado às congregações?

      Ao invés de cartas às igrejas enviando profecias que se cumpririam com o passar do tempo, envolvendo todo o povo cristão, toda a igreja, não deveria ter enviado cartas contendo detalhes pessoais de cada pessoa a fim de cumprir isto que o irmão acredita que o dom profético se tornou?

      Paulo fez vistas grossas com as filhas de Filipe e as deixou profetizar, irmão?

      Os ensinos que lhe foi passado, irmão, contrariam o relato das escrituras, a Bíblia não é contraditória, logo, quando um ensino não bate com as escrituras, significa que tal ensino não é bíblico.

      Um abraço.

      Excluir
  7. Ja disse , mulher profetizar não é problema , lá não diz que faziam isto na igreja , lembre-se que recebiam pessoas em casa, não tem ora correr mulher não deve liderar a igreja e muito menos ser uma espécie de cabeça , e as profecias delas nada tinham a ver com revelação de coisas acontecidas no mundo espiritual , completando algum escrito da biblia . Vc tem q entender isto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, irmão Stewieland 1, os dons são dados para serem exercidos dentro, ou fora da igreja? Quanto a lembrar de que recebiam pessoas em casa, poderia refrescar minha memória passando o livro, capítulo e versículo bíblico onde está escrito tal coisa, irmão?

      Inclua também a parte que diz que as profecias que recebiam nada tinham a ver com revelação de coisas no mundo espiritual.

      Acaso posso me lembrar de algo que jamais li na Bíblia, irmão?De onde vem estas revelações?

      Um abraço.

      Excluir
  8. O resumo do que esta escrito é que mulher , ser a cabeça de uma obra , direcionado a mesma , doutrinando , não é instrução de Deus . Disso não se pode fugir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto se encontra, assim, escrito, irmão Stewieland? Ou é dedução que o irmão faz tendo como fonte a afirmação de Paulo?

      Quem guiava as ações de Débora, Hulda, Ester e as demais mulheres, cujas histórias lemos na Bíblia Sagrada, irmão?

      Um abraço.

      Excluir
  9. Deus falar através de mulher ou homem tudo bem , agora mulher doutrinar uma igreja , não é o que Deus revelou para os apóstolos , porque realmente a é mais facilmente enganada, vc pode pesquisar e vai ver que o número de mulheres quer dizem o " senhor me revelou ". ". Deus me mostrou ". É absurdamente grande inclusive na igrejas evangélicas , veja só conhece a palavra e ainda vai atras dessas coisas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Débora, Hulda, Ester, da parte de Deus atuavam entre o povo!? Ou saía para fora das portas de Israel e ali atuavam entre aqueles que não tinham parte com o povo de Deus?

      Existia juíza que não conhecia a Lei? Não estudava a Lei? Não aplicava a lei inclusive sobre homens irmão?

      Estas mulheres aconselhavam com o uso de que irmão? Profetas corrigiam o povo, ousando o que irmão? Quais eram os escritos sobre a lei que Moisés deixou?

      Será que a juíza não podia se pronunciar, tinha que ficar muda durante o julgamento? A juíza não pedia contas ao transgressor, irmão, permanecendo calada todo o tempo?

      Homens e todo um povo quando pedia a uma delas para representá-los, inclusive ao intermediar com rei, era porque tinham se esquecido de que mulher não pode exercer tal função, irmão?

      Leia Juízes 4:4-9 e veja a atitude do povo diante de tais mulheres e sua dependência, irmão. Será que se esqueceram que o homem tem que dominar a mulher que deve permanecer calada e não deve exercer cargos e funções acima de homens?

      Leia Juízes 4:14, irmão.

      O sacerdócio concordamos que não era correto a mulher exercer tal função, porém, e todas as demais, irmão? O pastorado, que reflete o sacerdócio, igualmente consideramos prudente não ser exercido por mulheres. Mas e o dom profético, conforme manifestado por Débora, irmão?

      Deus colocou uma profetiza para julgar, guiar, representar todo o povo, inclusive em questões de batalha.

      A igreja é um corpo, irmão, a cabeça é Cristo, os líderes podem ser homens e mulheres, segundo os seus dons, não excetuando o de profecia. O pastoreio é dedicado ao homem, porque reflete a Cristo que é o verdadeiro Pastor.

      Cristo é o varão, homem, figura de Adão. A mulher é a igreja. Veja que a própria igreja é apresentada em uma figura feminina.

      A varonilidade de Cristo é representada na figura do Sacerdote, o que se transfere para o Pastor, que remete a Cristo. Nesta relação, irmão temos apoio à questão de que assim como era o sacerdócio, o pastoreio deva ser exercido por homens.

      Porém, pelos exemplos de Débora, Hulda e as demais, vemos que não só podem como exerciam cargos de liderança, inclusive na qualidade de profetiza. Israel era representado pela mesma figura da igreja, a de uma mulher, eleita de Deus.

      Por isto, irmão, não podemos anular o relato Bíblico e os exemplos claros, por uma interpretação que venhamos a fazer em cima de uma palavra, expressão, ou verso isolado.

      Se os ensinamentos dos líderes contradizem os relatos bíblicos e se o dom que professam não estão de acordo com os exemplos mostrados nas Escrituras, devemos rejeita-los, irmão e ficar com a certeza da Palavra segundo o que ela nos MOSTRA.

      Um abraço.

      Excluir
    2. Quanto às mulheres que profetizam hoje em igrejas, evangélicas, segundo a forma e o exemplo que o irmão apresentou. Tomemos que o Sacerdote era sempre o encarregado de julgar o povo, mas vemos também reis sendo colocados a jugar o povo. À profetiza Débora, também foi dada autoridade de julgar.

      A uma mulher nunca foi dado o cargo de Sacerdote, mas uma função de julgar, foi dada a uma profetiza que liderou todo o povo em determinado período. Vejo isto, irmão, como exemplo bíblico sobre o que seria dado de função a uma mulher em auxiliar a igreja.

      Percebo que é na falta de homens que honrem as calças, que possam ser usados por Deus, que Ele chama a mulheres, então quando muitas mulheres aparecem, quer sejam profetizando verdadeiramente ou não, é porque o pastor, de fato, não está exercendo sua função devidamente que é inclusive colocar ORDEM na igreja.

      Paulo, sempre admoestou e corrigiu a igreja, batendo nesta tecla, especialmente quando ocorria uma confusão ou mau uso de dons.

      Os dons são dados para edificação da igreja e se muitos falam e profetizam, porém em pouco ou nada isto contribui em edificação para a igreja está havendo um falso uso ou um uso errado do dom que a pessoa acredita possuir.

      Os frutos, para edificação, é bem necessário porque também pelos frutos sabemos distinguir entre um verdadeiro e um falso profetas. Além de bons, um profeta tem que dar muitos frutos e confusão de dons, irmão, não é resultado da atuação do Espírito Santo.

      Também vejo com preocupação a atenção demasiada que se dá à interpretação de sonhos. No que pouco valor tem sido dado à Bíblia.

      Ellen White no início de seu ministério apontou esta deficiência na igreja, e a pouca importância que estava sendo dada ao estudo diário da Bíblia.

      O povo padece, irmão, por falta de conhecimento, inclusive acerca da natureza dos dons. Os dons se tornam inúteis se a pessoa tiver raso conhecimento das Escrituras, porque é na Bíblia que encontramos o propósito da existência dos dons que é espalhar a Palavra, o evangelho.

      O principal objetivo dos dons é levar a palavra a todos os povos. Quando o dom fica restrito a tratar de sonhos e visões particulares, onde vários tem o mesmo dom e isto se dissemina em confusão é porque não está havendo ali uma verdadeira manifestação dos dons.

      Vemos o objetivo do dom de profetizar nos ministério de Paulo, João e os demais profetas, ali, sonhos e visões são o meio de Deus dar instrução, a função importante de um profeta, porém, é usar este dom para instruir, ensinar, edificar toda a igreja a fim de levar o evangelho a todo o mundo.

      As pessoas precisam ser ensinadas acerca do que é o verdadeiro dom profético e como ele foi exercido segundo os exemplos nas Escrituras, seu propósito (edificar a igreja) e objetivo (levar o evangelho a todo o mundo).

      Um abraço.

      Excluir
  10. É como eu falei , liderança feminina doutrinando a igreja , não é endossado pelos evangelhos , não tem uma única recomendação afirmando isto . Vc não vai encontrar estas coisas no evangelho , a mulher , orar , profetizar é uma coisa agora liderar a igreja doutrinando a mesma ditando normas é o oposto do que diz o evangelho .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, irmão Stweieland, não sendo na função de pastoreio, uma mulher pode exercer função de liderança como os exemplo das mulheres que indiquei ao irmão.

      Nossas crenças pessoais, irmão, não podem contradizer os exemplos Bíblicos.

      Uma profetiza como Débora, por exemplo, não guia somente uma ou outra igreja, mas todo o povo. Paulo não restringe a entrada da mensagens enviadas por profetas às igrejas, pelo contrário, as visões e revelações foram dadas juntamente para serem levadas às várias igrejas, conforme exemplo do próprio Paulo e João.

      E não há problema algum em um profeta, quer seja homem ou mulher, levar tais mensagens pessoalmente, falando ao público na igreja.

      Paulo valorizou muito o dom de profetizar na igreja. E aconselhou que se buscasse este dom. A igreja, irmão, é composta tanto de homens como mulheres e o Espírito Santo dá o dom conforme lhe apraz, tanto a homens como a mulheres. Sendo que o Espírito Santo dá o mesmo dom de profecia tanto a homens como a mulheres, o profeta tem liberdade de dizer sua mensagens à igreja, na qualidade de profeta.

      Vemos na Bíblia que as três filhas de Filipe profetizavam. Esta noção de que homens iam à casa das profetizas para ouvir o que elas tem a dizer, não é ensinada nas Escrituras, sendo uma conclusão desenvolvidas por lideres que creem que a mulher não possa exercer ministério de tal tipo na igreja.

      Temos que seguir porém, irmão, o exemplo das escrituras.

      Veja que Paulo usou o mesmo tipo de abordagem, para falar da questão do véu, usou como didática, noções relativas à criação e as diferenças estabelecidas entre homem e mulher. Nem por isto os nossos líderes entendem que aquilo seria uma questão moral.

      Uso do véu e a mulher não falar em público, são questões culturais das cidades onde se encontravam aquelas igrejas.

      "E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas." 1 Coríntios 12:28

      Vê o lugar dos profetas na igreja, irmão?

      Um abraço.

      Excluir
  11. Vc crê nos escritos de Ellen White , quanto a isto não vou questionar , agora imagina um cristão chegando em sua igreja e vendo estas coisas como , visões e escritos dela , e observando que coisas vistas por ela não constam na escritura , como vc acha que o cristão que conhece a biblia vai regir ?? Ele vai dizer que prefere ficar com a revelação que esta na palavra, então coisas como o paradeiro de Enoque , vida em outro planeta acompanhando os enventos na terra , Jesus revelando o plano de salvaçao aos anjos ou o diabo pedindo perdão a Jesus entre muitas outras que ela afirma que viu em suas visões , esta pessoa nao vai crêr , e não crê amparado pela palavra , agora se a liderança de sua igreja disse-se " tudo bem , isto é crença nossa " tudo bem , mas a liderança de sua igreja ainda condena de certa forma a pessoa por nao crer , eu conheço adventista que não crê nos escritos e visões dela , e tem dificuldade quando expõe o que pensa, é muito complicado , eu fui em estudo em sua igreja e na semana que fui , o estudo tinha um versículo bíblico e 2 sitaçoes de Elllen White , olha não da pra negar estas coisas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se um cristão não crê nem aceita o dom de profecia, é porque nem mesmo conhece a Bíblia que professa seguir, irmão.

      Aceitar a natureza integral do dom profético é passar pelos mesmos dilemas de Israel quando tinham que aceitar ou rejeitar os profetas que lhes foram enviados.

      A Bíblia mostra que o dom de profecia estaria sempre junto à igreja e nunca deixaria de ser manifestado nem mudaria a sua essência.

      Os escritos de Ellen White trazem respostas.

      Um abraço.

      Excluir
  12. O cristão aceita o dom de profecia , como aceita o de linguas , cura , dissernimento de espirito , e etc , o que o cristão não aceita é o que a biblia adverte para não aceitar , aquilo que ultrapassa a revelação da escritura , porque não vem de Deus , o limite do dom profético , é estar dentro da escritura , isto é o básico que o cristão que lê a palavra deve saber. Saiu da palavra , joga fora , é a escritura quem ensina , " não desprezeis as profecias , examinai tudo e retém o que é bom ". Profecia antes de ser aceita deve ser examinada , e como se examina ?? Os bereanos eram chamados de mais nobres , porque conferiam o que era dito a eles com a escritura , para ver se estava lá , de fato . Tenta achar as coisas ditas por Ellen White em suas visões na escritura ?? Vc ja tentou ?? Examina e procura na escritura as coisas que ela viu , mas procura mesmo e vc vai ver que não vai encontrar , agora não achando tais coisas na palavra o que eu devo fazer ?? Crer cegamente no que ela diz que viu, ou seguir o mandamento que diz " não ultrapasse o que esta escrito ". " as coisas encobertas , pertencem a Deus ". " não acrescente ou retire nada ". " lâmpada é a sua palavra ". Por isto a liderança da sua igreja, é complicada , chamam todas as outras igrejas de babilônia , imagina um cristão chegando ai e começar a ouvir as profecias de Ellen White , suas visões e escritos e ainda descobrir que a doutrina 17 de sua igreja diz " " Um dos dons do Espírito Santo é a profecia. Este dom é uma característica da Igreja remanescente e foi manifestado no ministério de Ellen G. White. Como a mensageira do Senhor, seus escritos são uma contínua e autorizada fonte de verdade e proporcionam conforto, orientação, instrução e correção à Igreja. Eles também tornam claro que a Bíblia é a norma pela qual deve ser provado todo o ensino e experiência. "". Veja só os escritos de Ellen White , instruem , corrigem , confortam e orientam a igreja de vocês , imagina um cristão que até então tem a palavra de Deus como única fonte de verdade , saber destas coisas , fora o Juízo investigativo , Jesus passando para o santo dos santos em 1844 , meu amigo tem que ter muita , mais muita falta de entendimento e conhecimento da palavra pra crer em todas estas coisas , Admitido que muitas igrejas evangélicas , tem crenças esquisitas e coisas que não tem nada a ver , mas a de vocês , não esta isenta . Isto é um fato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porém não aceita tais dons como está na Bíblia. Precisam reduzir a natureza dos dons a uma condição ineficaz, para se adaptar à ineficácia com que são apresentados nas igrejas.

      O dom de profecia, em toda a sua eficácia e poder de manifestação, não ultrapassa as Escrituras. A Bíblia porém tem sido usada, por meio de versos isolados, para justificar um enfraquecimento dos dons a uma condição em que hoje não se vê estes dons da maneira como eram manifestados NA BÍBLIA SAGRADA.

      Hoje se aceita o dom de profecia, apenas como um meio de revelação de vidas particulares, mas não da vontade de Deus. Detalhes acerca da vida das pessoas, mas não de eventos importantes e que se referem a toda uma igreja.

      Antes, irmão, Deus nos dará detalhes acerca deste mundo ou do céu, relacionadas ao que lemos na Bíblia, do que detalhes acerca da vida particular das pessoas, que não interessas a outros.

      Um abraço.

      Excluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Se a própria palavra de Deus , é quem alerta a não ir além do que esta escrito , como podemos , esperar profecia que contradiz esta ordem ?? Lembre-se que Miller marcou a data da vinda de Cristo para 1844 , porque certamente nunca havia dado importância ao aviso da biblia de que nem o filho nem os anjos , sabem o dia , mas somente o Pai . uma multidão de pessoas em varias igrejas creu no que Miller disse , e até pastores que deveriam levar a serio o aviso bíblico que diz que o dia e a hora ninguém sabe, abraçaram as idéias dele. É por isso que estes avisos para respeitar a revelação da escritura tem que ser levado a serio . Isto é segurança para o Cristão , não embarcar em fantasias proféticas por mais bonitas que pareçam ser.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia o seguinte artigo, irmão:

      http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2017/02/o-proposito-de-um-verdadeiro-profeta.html

      Excluir