quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Paulo esperava ir para um lugar intermediário, um "seio de Abrão"?

Obrigado por compartilhar comigo sua indignação, irmão ideabox. Será que Deus também terminou sendo engando e sem sabedoria alguma quando disse o que encontramos em Gênesis 3:19? Na visão de Paulo, o "estar com Cristo" é estar na morte guardado em Cristo? Ou será que é fazer um passeio até um lugar intermediário contido dentro de uma parábola? Sendo que Paulo via a morte como um sono aguardando a ressurreição em Cristo, como o irmão pode interpretar a passagem de Filipenses 1:23 como se referindo a um seio de Abraão ao invés de um sono aguardando a ressurreição em Cristo? Para um morto, inconsciente, irmão, quanto tempo passa desde sua morte até o retorno de Cristo? E Cristo, irmão, está em um lugar intermediário chamado seio de Abraão, ou será que está no céu, dentro do santuário, ao lado de Deus, vivo e devidamente munido de seu corpo? Qual é o paradeiro que o próprio Paulo dá de Cristo? (Hebreus 9:24) E Cristo, irmão, está neste santuário, desencarnado, ou será que está vivo ressurreto e devidamente munido de seu corpo? Enoque e Elias, estão desencarnados no céu, ou estão vivos e devidamente munidos de seus corpos? E Moisés, será que Deus se esqueceu do corpo de Moisés, ou será que mandou Miguel vir buscar, segundo Judas 1:9? E a aparição de Moisés e Elias, ocorreu em um seio de abraão, ou será que ocorreu aqui na terra, no monte onde Cristo estava orando? (Lucas 9:21) O que aqueles dois homens estariam fazendo ali andando pelo ambiente (Lucas 9:33, note o "se apartaram dele") os quais Pedro e os demais viram com seus próprios olhos (Lucas 9:36), sendo que o irmão disse que, na realidade, deveriam estar em um seio de Abraão? E se Pedro não os viu ali, presentes e estavam em um seio de Abraão, por que Pedro se propôs a criar ali três tendas, uma para cada um daqueles que ele via, incluindo a Cristo? (Lucas 9:33) Não irmão! Moisés e Elias apareceram a Cristo e os demais ali mesmo no monte. Pedro não viu uma imagem de Moisés e Elias ao longe em um suposto seio de Abraão, mas ali mesmo, diante deles, tanto que se propôs a fazer tendas para os tais. E morto precisa de tenda para passar a noite, irmão ideabox? E vemos ali Cristo consultando a um morto irmão ideabox? Não era a lei que dizia de que não era para fazer nenhum tipo de consulta a mortos? Cristo estaria transgredindo o mandamento nesta passagem, irmão? Será que Cristo era adepto do ensinamento do "faça o que eu digo mas não faça o que eu faço"? Nenhum ensinamento há sobre qualquer pessoa indo para um seio de Abraão, irmão ideabox, senão um personagem denominado rico, localizado em uma parábola. Um abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário