segunda-feira, 7 de setembro de 2015

A origem do Santuário e da Lei.


Irmão Paulo Cadi, tendo lido o que lhe relatei acerca da origem da lei, tratemos da questão da visão de Ellen G. White.

A Bíblia nos relata de que o santuário terrestre foi construído com base em um modelo celeste, os quais utilizou para construir TODO o santuário!

Pergunto: No santuário celeste existia o castiçal com as lâmpadas, bem como os moveis que estavam contidos no santuário terrestre?

E por que haveriam estas coisas no santuário celeste sendo que tais móveis têm íntima ligação com o plano da salvação do ser humano e que é algo recente na história do universo?

A resposta e esta pergunta, responde acerca do que está contido nas tábuas da lei que está dentro da Arca da Aliança que está no céu.

A resposta é simples meu amigo! Todo o santuário celestial foi preparado para o ofício de Cristo, antes da visão ser dada a Moisés!

Tudo o que era necessário para servir de exemplificação aos anjos acerca da salvação da humanidade, foi preparado por ocasião da entrada do pecado no mundo. E esta mesma exemplificação foi repassada a Moisés para que construíssem um santuário usando como modelo o santuário celestial.

De modo que antes de o santuário terrestre ser criado, o santuário celeste já havia sido preparado para abrigar o cumprimento de todas as representações cerimoniais no sacerdócio de Cristo! Inclusive as leis que norteariam toda a humanidade!

E Deus aproveitou para entregar a Lei de forma visível e palpável, assim como entregou, posteriormente, a ordem para produção de todos os móveis e do próprio Santuário terrestre, de forma visível e palpável.

Antes as representações, bem como a própria lei, era dada de forma verbal. E assim Abraão guardou aquelas leis que haviam contidas no Santuário Celeste antes mesmo de o Santuário Terrestre ser erigido. E já executava o sacrifício de animais antes mesmo de o altar do santuário terrestre ser construído.

E quando o Santuário terrestre foi preparado?

A Bíblia diz que Cristo é o cordeiro que foi sacrificado desde o princípio, o que nos remete à elaboração do plano da salvação!

De forma que o santuário Celeste é o plano da salvação colocado de forma concreta aos anjos, assim como o santuário Terrestre é o plano da salvação colocado de forma concreta aos homens!

E ambos são uma representação do juízo que ocorre na onisciência de Deus, colocada de forma inteligível tanto a homens quanto a anjos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário