segunda-feira, 28 de setembro de 2015

O que foi removido em 2 Coríntios 3:14

O problema é este todas as Escrituras tanto Antigo quanto Novo testamento deveriam apontar para o término da Lei. Entretanto isto é encontrado, como o irmão disse em vários versos, porém dispersos e que o catolicismo e protestantismo tradicional não entende como uma revogação da Lei. E II Co 3:14 diz que o véu será retirado e não a Lei de Moisés que está no verso 15. E sendo que o véu não é a Lei, do que se tratava o véu? Trata-se do véu que dificultava o ENTENDIMENTO. "Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido;E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles. Mas, quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará." (2 Coríntios 3:14-16) Um cumprimento nos próprios apóstolos de Cristo: "Então abriu-lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras." (Lucas 24:45) Este entendimento é no que concerne a Cristo e Sua missão: "E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras." (Lucas 24:27) E cristo nos orientou: "Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;" (João 5:39) E um bom exemplo: "Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim." (Atos 17:11) Apenas isto, querido irmão, o verso de II Co 3:14 não está terminando com a Lei, pelo contrário, está nos ensinando a importância de se compreender as Antigas Escrituras, para a causa de conhecer as coisas concernentes ao ministério de Cristo, pois como o irmão disse: "O AT é válido, tem muita coisa a ser aprendida e praticada". "Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;" (2 Timóteo 3:16) Um abraço, fique com Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário