domingo, 19 de abril de 2015

A Igreja e o Estado

Está certo irmão, a tortura foi exigência do Estado, na pessoa do papa. Durante Roma Papal, não existiam mais imperadores, os papas é que assumiam o poder político do estado. Tais papas, representantes do Estado é que exigiam a perseguição tortura e morte de todos quanto não aceitassem os seus decretos e a sua divina autoridade. Alguns bispos e que eram obrigados a procederem com a tortura, procuravam amenizar o sofrimento das pessoas, porém outros, e que correspondiam à maioria não! A tortura era utilizada no tribunal do santo ofício, porque não existia tribunal laico. E já deu uma olhada nos equipamentos de tortura usados na santa inquisição querido irmão? Seria muito difícil impedir que uma gota de sangue escapasse, exceto pelo método de fazer cristãos beberem água fervente e que não impediria um sangramento interno. MILHÕES de pessoas MORRERAM, querido amigo, não foi uma dezena, uma centena, ou cem unidades de milhar, mas 30 milhões. E foi por este mesmo sentimento que o amigo denota para com seus irmãos protestantes, que pregam a Bíblia, é que muitos cristãos morreram na chamada santa inquisição. Por que ao invés de aceitarem os decretos do papado, como fizeram os bispos, preferiram ser perseguidos torturados e mortos ao invés de deixar de pregar as verdades contidas na Bíblia. Estes que morreram durante a santa inquisição e que não negaram o nome de Cristo mas que se mantiveram firme na fé e que não aceitaram um outro pretenso Deus como que tomando o lugar de Cristo na terra, estes sim foram heróis da fé, muito amados pelo céu. Pessoas como Wycliffe, Jan Hus, Martinho Lutero e que não temeram o fio da espada e que colocaram suas vidas na linha de frente a fim de manter viva a Palavra de Deus, estes sim, são pessoa das quais o mundo não era digno. Louvo a atitude de João Paulo II em pedir desculpas pela santa inquisição. Porém há aqueles que ao invés de pedir desculpas, INVENTAM DESCULPAS, para tentar tapar um buraco negro impossível de se apagar da história. Enquanto Jesus, salvava, perdoava e dava vida àqueles que eram chamados de pecadores indignos, alguns aqui preferem chamar a seus irmãos de "malditos, podres, satânicos", por preferirem seguir a Palavra de Deus e serem fiéis a cristo, a aceitarem um outro homem no lugar de Cristo, aqui na terra. E a Igreja Adventista meu querido, assim como muitas igrejas protestantes e assim como a própria igreja católica, não tem perseguido, nem torturado, nem matado a ninguém, seguindo o bom exemplo de Cristo, ao invés de seguir o mal exemplo da santa inquisição no passado. Também os papas hoje tem procurado seguir este mesmo exemplo de Cristo, levando a paz e a esperança em todo o mundo, enquanto seus olhos enchem de lágrimas ao lembrarem o que o papado fez com a amada igreja de Cristo durante toda a idade média. O papado, querido irmão é um poder diabólico, vindo de satanás, e que satanás usou para matar os fiéis de Deus. Tal poder trouxe a idolatria para dentro da igreja, obrigando os fiéis a adorar um homem como sendo Deus e estando no lugar de Cristo aqui na terra. Satanás sempre teve domínio político sobre a terra e usou Roma para perseguir e matar cristãos assim que Cristo subiu aos céus! A mesma Roma que entrou para dentro da igreja e ali se estabeleceu, através do papado. E o que roma fez foi dar continuidade às perseguições e a morte de cristãos! O Senhor disse: "O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância." (João 10:10) A ICAR querido irmão, não pertence mais a Cristo, mas sim ao papado. A verdadeira igreja de Cristo, foi perseguida, torturada e morta e sobreviveu naqueles que fugiram para o deserto e lugares a esmo, onde mantiveram o ensino da Bíblia. Sobrevivendo escondida, até que chegasse o tempo de sair para voltar a pregar a Bíblia e as verdades de Deus, do Deus verdadeiro. O papa reconheceu o erro da Santa Inquisição, a igreja reconheceu os ensinamentos de Lutero, de que a salvação é unicamente pela graça. Quanto à IASD é a única igreja que estuda e ensina a Bíblia por inteiro e diáriamente. Esta sim, querido irmão é a Verdadeira Igreja de Cristo. E somam-se a ela, cristãos de todas as denominações, que igualmente estudam a Bíblia e são fiéis a cada luz que recebem. O maior inimigo do poder papal, querido irmão é a Bíblia Sagrada! Foi este livro, e que a Santa inquisição tentou esconder, que trouxe à superfície os reformadores e as igrejas protestantes juntamente com a Igreja Adventista. E que trouxe consigo em meados de 1792 a 1844 AS PROFECIAS e que mostram exatamente o que Roma e o papado fez durante toda a história e o que há de fazer no futuro. A Bíblia em suas Leis não nos deixa em trevas quanto às doutrinas de Deus e em suas profecias não nos deixam em trevas quanto à história. Até 1792 as pessoas não entendiam, nem estudavam, nem ensinavam as profecias contidas na Bíblia! Mas à partir de 1844 surge um movimento mundial e que começa a estudar as profecias, especialmente as de Daniel e Apocalipse! Este movimento culmina na Criação da Igreja Adventista do Sétimo Dia que traz consigo a interpretação das profecias e que desvendam os mistérios daquilo que antes parecia totalmente encoberto. E um profeta, temido hoje, mas também admirado, uma simples mulher de nome Ellen G. White, chamada para dar suporte àquela que seria a Igreja profética que surgiria para restaurar as verdades que o papado jogou por terra e encobriu por meio de tradições. "Depois ouvi um santo que falava; e disse outro santo àquele que falava: Até quando durará a visão do sacrifício contínuo, e da transgressão assoladora, para que sejam entregues o santuário e o exército, a fim de serem pisados? E ele me disse: Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado." (Daniel 8:14) Assista ao programa Bíblia Fácil, agora na temporada de Apocalipse e desvende todos os mistérios que a história humana ainda nos reserva. http://novotempo.com/bibliafacil/

Nenhum comentário:

Postar um comentário