quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Comentário não publicado e respondido por e-mail - Blog IACS (Instituto Apologético Cristo Salva) 11/12/2014

Tema: http://www.ia-cs.com/2014/12/aberracoes-apologistas-cristaos-com.html

Infelizmente, irmão, terá que se conformar em ter sua fé tratada da mesma maneira. Com o tempo, perceberá que, entre acusações de sectarismo, a IASD tem se saído bem, enquanto que crenças como a calvinista, realmente tem sofrido com a impopularidade alçada no meio cristão.

O adventismo tem se tornado uma religião cada vez mais popular, atraindo vários irmãos de muitas outras denominações pelo carisma. Toda esta modalidade de acusação de sectarismo e ofensas entre irmãos tem apenas dado um mal exemplo para a fé que cada apologista tem defendido (esta é minha opinião).

Enquanto se destroem, outros cristãos sinceros tem procurado coisas mais construtivas.

Considero portanto que a apologética brasileira (esta que tem tratado mais de acusações), feita pela internet, apenas tem envergonhado o cristianismo. Transparecendo de que os apologistas estão mais interessados em destruir a fé uns dos outros e combater seus próprios irmãos do que discutir verdadeiramente doutrinas bíblicas. O amor ao próximo, e o amor ao irmão, tem vindo em último plano e ninguém tem dado, através de exemplos um bom testemunho de cristianismo, através deste tipo de apologética.

Quando os cristãos deixarem de lado esta questão de partidarismo religioso e perceberem que a questão primordial é sobre doutrinas bíblicas e decidirem realmente entrarem em um consenso, cada um então poderá considerar que ainda há sinceridade neste meio apologético cristão que é propagado através da internet.

Vou lhe contar uma experiência, de um irmão que vivia em uma seita e que um dia foi convencido da pior forma possível de que estava no engano:

Este se apostatou da fé! E milhares de irmãos tem assim procedido e isto cairá na conta de cada um  que levou estes irmãos pequeninos na fé, porém sinceros e que pelo mal exemplo e mal testemunho da forma como foram tratados se desiludiram do cristianismo e de Deus.

Então devemo tomar cuidado, pois se a forma como temos feito nossa "apologética" tem levado pessoas à total descrença em Deus ao invés de ganhar maior amor pela Bíblia e interesse em conhecer suas doutrinas, estaremos fazendo o papel de pastores, que ao pregar, fazem dos ouvintes duas vezes mais filhos do inferno do que nós!

Há irmãos que consideram que é melhor ter um outro irmão totalmente apostatado da fé cristã do que fazendo parte de uma religião a que consideram como um seita.

Fazendo uma crítica construtiva, se é que pode assim ser considerado, Flávio Matinez tem utilizado uma forma de apologética comum de se notar no meio calvinista. Desta forma, o que o irmão está passando ao testemunhar as mazelas do CACP é o mesmo que sente as demais religiões também tratadas pelo CACP e outros ministérios como o MCA.

Faça uma pesquisa, querido irmão, sobre a impressão que pretensos apologistas calvinistas tem causado no meio cristão. Notará a impopularidade que o calvinismo tem trazido sobre si pela forma com que irmãos em Cristo tem feito a defesa de sua fé reformada.

Particularmente tomo o cuidado de tratar certas doutrinas como diabólicas e não pessoas, nem religiões. Creio que quando enfim deixarmos de lado o tratamento das pessoas e das religiões alheias e nos atermos tão somente a observações sobre doutrinas, poderemos nos considerar como fazendo parte da verdadeira apologética saudável.

E no final o que importa mais aos olhos sinceros e atentos, tem sido mesmo o testemunho de cada proposto ministério e não a forma desenvolta com que cada um crê estar defendendo a sua fé, de forma egoísta.

Creio que se Jesus voltasse hoje, não tomaria partido de religião alguma, até porque Deus não faz acepção de pessoas e apenas consideraria de que falhamos em levar adiante o legado e principalmente o bom testemunho que Ele nos deixou. Não nos enganemos, ninguém será tomado como herói solitário tentando defender as verdades bíblicas. Viver como irmãos é uma obrigação, independente das divergências de doutrinas.

Neste quesito, as acusações de sectarismo tem vindo mais como justificativas, a fim de irmãos não aceitarem outros como LEGÍTIMOS IRMÃOS por supostamente estarem MAIS ENGANADOS quanto às verdades bíblicas.

Todo aquele que não professa através de atos e palavras o amor de Cristo, este sim, jamais conheceu a Deus. As doutrinas apenas demonstram de que conhecemos a Bíblia, assim como o próprio Satanás e os demônios conhecem. Mas somente aquele que possui em si a vivência do amor é que demonstra de fato conhecer a Jesus profundamente.

Irmãos sinceros ao analisarem a vida e a conduta dos adventistas não tem notado nada de sectário, muito pelo contrário. Procuramos cativar os irmãos pelo bom exemplo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário