sábado, 25 de junho de 2016

Curtas - Cristo falou mais do inferno do que do céu?

E a palavra inferno não existe na Bíblia, irmão. A palavra Geena, um lugar onde criminosos eram queimados e consumidos até virarem cinzas, esta sim existe.

O Geena existia antigamente, porém não existe mais, portanto, ninguém pode ser jogado, hoje, ali.

E o lago de fogo e enxofre, sobre o qual Cristo falou usando como exemplo o Geena, existirá no futuro.

Então, se não há inferno, se não há Geena e sendo que o lago de fogo haverá apenas no futuro, onde as almas dos ímpios estariam sendo jogadas hoje?

E discordo de sua afirmação, pois Cristo falou mais acerca da ressurreição e das coisas do céu, usando inclusive parábolas que ocupam boa parte da Bíblia, do que da morte dos ímpios no lago de fogo e enxofre.

Quanto ao estado intermediário (e que incluem as coisas do inferno) como creem alguns irmãos imortalistas, ainda não encontrei um verso, na Bíblia, falando acerca deste assunto. O que vejo é Cristo falando das coisas do céu no que, quanto ao estado dos mortos, Cristo compara-o a um sono, assim como Paulo (1 Tessalonicenses 4:13), aguardando o recebimento da recompensa na volta de Cristo (2 Timóteo4:8).

Um comentário:

  1. Olá irmão,

    Desde quando o temor de um "inferno eterno" serve de alívio ao sofrimento?

    ResponderExcluir