quinta-feira, 9 de junho de 2016

CACP e sua alegação de que Cristo transgrediu o sábado



"E aquele homem foi, e anunciou aos judeus que Jesus era o que o curara. E por esta causa os judeus perseguiram a Jesus, e procuravam matá-lo, porque fazia estas coisas no sábado. E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só quebrantava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus." (João 5:15-18)

Qual ponto estava sendo disputando entre Cristo e os fariseus?


a)  Se era lícito curar no sábado;

OU

b)  Se era lícito transgredir o sábado.


Meditemos na contradição da própria afirmação caso escolhamos a segunda opção.

Devemos questionar as Escrituras acerca do tipo de trabalho que Cristo afirmava ser lícito fazer no sábado:

O que estava em discussão, segundo os fariseus:


"E, estava ali um homem que tinha uma das mãos mirrada; e eles, para o acusarem, o interrogaram, dizendo: É lícito curar nos sábados? E ele lhes disse: Qual dentre vós será o homem que tendo uma ovelha, se num sábado ela cair numa cova, não lançará mão dela, e a levantará? Pois, quanto mais vale um homem do que uma ovelha? É, por conseqüência, lícito fazer bem nos sábados." (Mateus 12:10-12)

O que estava em discussão, segundo Jesus:

"E Jesus, tomando a palavra, falou aos doutores da lei, e aos fariseus, dizendo: É lícito curar no sábado?" Lucas 14:3


Assim temos a certeza sobre o que estava posto em discussão e a resposta é:

a)  Se era lícito curar no sábado;

O que mais Cristo disse que era lícito fazer no sábado?


"Ou não tendes lido na lei que, aos sábados, os sacerdotes no templo violam o sábado, e ficam sem culpa?" (Mateus 12:5)

A defesa apologética de Cristo, acerca do sábado, nos evangelhos:

A cessação do trabalho laboral aos sábados não impedia os israelitas de servirem ao próximo e fazerem bem. Também não impedia os israelitas de se alimentarem, ou usufruírem daquilo que haviam produzido nos demais dias da semana.

Um entendimento mais amplo acerca da essência do sábado:


(Sr. Adventista)

Nenhum comentário:

Postar um comentário