domingo, 23 de agosto de 2015

Questionando acerca do domingo

  1. Sr. Adventista23 de agosto de 2015 00:07
    Vamos apertar nossos irmãos dominguistas mais um pouco?

    No primeiro concílio em Atos, ficou definido pelos apóstolos de que os gentios aprenderiam da Lei de Moisés todos os sábados nas sinagogas:

    Atos 15:21.

    http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2015/08/por-que-cremos-no-sabado.html

    Nas sinagogas, ensinavam o domingo na lei de Moisés?

    E ensinavam sobre o domingo enquanto faziam reunião litúrgica NO SÁBADO? Contraditório, não?!
    ResponderExcluir
  2. Sr. Adventista23 de agosto de 2015 00:40
    E mais algumas "pequenas" fraquezas nos argumentos de defesa do domingo à partir das Escrituras:

    Como poderiam ensinar o domingo por meio das Novas Escrituras, sendo que as Novas Escrituras ainda não existiam?

    Logo, em se tratando de Escrituras, o único dia de guarda que se tinha a comprovar nas escrituras era o sábado!

    (E tem indivíduo que vem pedir para comprovar os sábado nas novas Escrituras sendo que na época de Paulo, a Bíblia corrente ainda era o Antigo Testamento!)

    Detalhes intrigantes:

    "Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim." (Atos 17:11)

    Então os Bereanos comparavam o que lhes era dito com as Antigas Escrituras!

    E não seria que algum deles diria?:

    - Êpa! Esse domingo aí não está nas Escrituras não! Aqui consta o sábado!
    ResponderExcluir
  3. Sr. Adventista23 de agosto de 2015 00:50
    Outra questão, vai anotando aí, há muita coisas a serem esclarecidas:

    "Procuremos, pois, entrar naquele repouso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência."
    (Hebreus 4:11)

    Puxando o gancho do irmão Josinaldo:

    Por que Paulo usaria como base de comparação ao "descanso no Senhor" um mandamento que teria sido abolido?

    E por que usou o sábado e não o domingo?

    Ué o Dia do senhor ali já não era o domingo? Então o descanso no Senhor teria que usar como base o Dia do Senhor, o domingo, e não o sábado!
    ResponderExcluir
  4. Sr. Adventista23 de agosto de 2015 00:56
    E mais uma, esta vai dar um nó na cabeça dos nossos irmãos dominguistas:

    "Dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas." (Apocalipse 14:7)

    Por que Deus parafraseou o que há contido no mandamento do sábado, ao invés de algum evento relacionado à ressurreição de Cristo no domingo?

    E como se adorava a Deus em comemoração à criação dos céus, da terra, do mar e das fontes das águas entre os Israelitas?
    ResponderExcluir
  5. Sr. Adventista23 de agosto de 2015 00:59
    Mais uma, não esqueçam de anotar:

    Por que Jesus disse para os cristãos cuidarem para que a fuga deles não ocorresse no dia de sábado?

    Ué! Na época da invasão de Jerusalém, já não estariam guardando o domingo?
    ResponderExcluir
  6. Sr. Adventista23 de agosto de 2015 01:03
    Outra:

    Por que não há relato de Paulo deixando de construir suas tendas aos domingos, para ir pregar aos gentios?

    Que eu saiba pregações aos domingo não eram proibidas, a única coisa que se proibia em solo judeu era a transgressão do sábado!
    ResponderExcluir
  7. Sr. Adventista23 de agosto de 2015 01:03
    Mais uma:

    E por que não há nenhum registro de Paulo pregando, fora das portas de Israel, no dia de domingo?
    ResponderExcluir
  8. Sr. Adventista23 de agosto de 2015 01:06
    E por fim, respondam-me:

    O por que de Paulo não ter feito uma recomendação de guarda do domingo em nenhuma de suas epístolas, uma vez que estava tratando com gentios e não judeus?
    ResponderExcluir

2 comentários: